OC_DENTIST_KID_GIRL_EDUCTIONAL_ADOBESTOCK_2019_45667
Conteúdos

Cuidar dos dentes

Descubra os nossos conselhos sobre como manter os dentes naturais o máximo de tempo possível e mostrar um belo sorriso com facilidade.

Um inquérito conduzido pela União Francesa para a Saúde Oral (UFSBD) e pelos laboratórios Pierre Fabre Oral Care, de 8 de Dezembro de 2017 a 20 de Janeiro de 2018, é revelador da relação que os franceses têm com os seus dentes. Tendo sido inquiridos 32.421 franceses nas redes sociais (Facebook, Twitter) e na Internet, esta sondagem mostra que a importância de cuidar dos dentes para cuidar da saúde em geral é negligenciada pela grande maioria da população francesa. Assim, cerca de 1 em cada 3 pessoas inquiridas consideram que têm uma má saúde dentária, mas mais de 4 em cada 5 pessoas consideram-se em boa saúde geral! Como se a má saúde oral não tivesse qualquer ligação com a saúde global do indivíduo. No entanto, cuidar dos dentes é essencial, seja para manter os dentes naturais o máximo de tempo possível, para exibir um belo sorriso com facilidade, ou para se manter em grande forma e sentir-se bem consigo próprio.

O que torna os dentes frágeis?

Os dentes são postos à prova ao longo das nossas vidas. Muitos fatores podem torná-los mais frágeis. E estes fatores têm a infeliz tendência para se combinarem, tornando o fenómeno ainda pior. Uma breve análise dos perigos que ameaçam os nossos dentes.

A desmineralização do esmalte

O esmalte é o tecido mais duro do corpo humano. É ainda mais forte do que os ossos. No entanto, precisa de ser reforçado ao longo das nossas vidas, uma vez que se vai enfraquecendo: 

  • alimentos e bebidas ácidos, especialmente refrigerantes, mas também comida pré-confecionada que contêm aditivos ácidos e conservantes (por exemplo, ácido cítrico).
  • sucos gástricos que sobem para a cavidade oral, particularmente em pessoas que sofrem de perturbações digestivas (refluxo gastroesofágico), mulheres grávidas que sofrem de náuseas e vómitos no primeiro trimestre, pessoas que sofrem de perturbações alimentares (anorexia, bulimia).
  • desgaste dentário em todas as suas formas: abrasão, atrito ou erosão.

Para ajudar o esmalte a remineralizar-se e a permanecer resistente, é essencial fornecer-lhe flúor e iões de cálcio, através de alimentos, pasta de dentes ou cuidados dentários. Se o seu esmalte estiver enfraquecido ou desmineralizado, não será suficientemente forte para o proteger contra as cáries e a sensibilidade dentária. Isto aumenta o risco de perda de dentes. Para não mencionar o risco de desenvolver uma patologia mais grave: uma cárie se não for tratada pode causar septicemia e a bactéria espalhar-se por todo o corpo.

Gengivas não saudáveis

As gengivas são frequentemente a parte esquecida da higiene oral. E no entanto, ter gengivas de boa saúde é absolutamente essencial para ter dentes saudáveis e vivos. De facto, é sob as gengivas que as bactérias se desenvolvem para formar a placa bacteriana, que se transforma em tártaro se não for eliminada por escovagem, colutório e fio dentário. A médio prazo, este tártaro conduz à gengivite, uma inflamação das gengivas. Se não for tratada, a gengivite desenvolve-se em periodontite, uma inflamação do periodonto. Os efeitos secundários da periodontite são irreversíveis: as gengivas recuadas não "voltam a crescer" e há um risco de perda de osso dentário e alveolar. A recessão da gengiva também aumenta o risco de desenvolvimento de cáries cervicais, ou seja, cáries na dentina exposta pelas gengivas em retração. Cuidar dos dentes significa, portanto, assegurar-se de que as gengivas se mantêm saudáveis.
 

4 dicas para ter dentes bonitos

4 dicas para ter dentes bonitos

Para além de escovar os dentes duas vezes por dia, ter dentes saudáveis significa adotar bons hábitos diários em termos de dieta, higiene oral e cuidados médicos. 

Saiba mais
Examine os seus dentes

Examine os seus dentes

É essencial consultar o dentista para que os seus dentes sejam examinados e para os manter saudáveis e sem manchas, mas também para cuidar da sua saúde em geral. Para saber como escolher o seu dentista, com que frequência deve consultá-lo, e quais as emergências dentárias que podem ocorrer, leia o nosso artigo sobre check-ups dentários. 

Saiba mais
OC_WOMAN_TOOTHBRUSH_NATURE_SHUTTERSTOCK_1874731300

Como escovar os dentes corretamente

Parece-lhe simples, mas muitas pessoas não o fazem corretamente. Descubra quais são as regras para uma escovagem eficaz.

Saiba mais
Sabia que...

É um especialista em higiene oral?

Alimentos que devem ser limitados porque mancham ou danificam os dentes: doces, sobremesas, refrigerantes, café, chá, vinho, citrinos, molho de tomate, bagas (especialmente mirtilos), molho de soja, caril, beterraba, pão e pão ralado, entre outros alimentos que podem manchar ou danificar os dentes porque são ácidos ou se acumulam nos espaços entre os dentes.

Alimentos bons para os dentes: alimentos ricos em cálcio (ou seja, queijo duro em vez de sobremesa!), alimentos ricos em fibras e vegetais crus que promovem a produção de saliva e mastigação, sal de mesa enriquecido com flúor, bem como peixe e leguminosas secas, que contêm flúor naturalmente, para remineralizar o esmalte e a dentina.

Para prevenir as cáries dentárias, pode “envernizar” os dentes das crianças e adolescentes: o dentista preenche os sulcos naturais na superfície dos molares com uma resina composta; isto evita que as bactérias se fixem nos sulcos, que ficam protegidos da escovagem. Aprender uma boa higiene dentária continua a ser a melhor forma de manter os dentes dos seus filhos saudáveis. A marca Elgydium oferece pastas e escovas de dentes adaptadas a cada idade do seu filho, com sabores deliciosos para fazer da escovagem um momento de diversão.

Voltar ao topo