OC_COUPLE_MIXT_HAPPY_OUTSIDE_SHUTTERSTOCK_436564825
Conteúdos

Tártaro e placa

Se a placa não for removida por escovagem e cuidados dentários regulares, ela irá mineralizar-se e transformar-se em tártaro.

Qual é a diferença entre tártaro e placa bacteriana?

O tártaro é uma evolução da placa dentária:

  • Placa é uma película fina e incolor que se deposita sobre os dentes ao longo do tempo. É composta quer por saliva - que contém açúcares residuais dos nossos alimentos - quer por bactérias que se alimentam desses açúcares. A placa engrossa ao longo do dia, se não for removida entre escovagens. Tende a acumular-se no limite entre a gengiva e a coroa do dente.
  • Tártaro é simplesmente uma placa que calcificou e portanto endureceu. O tártaro começa a acumular-se no pescoço entre a gengiva e o dente, e as bactérias que compõem o tártaro crescem sob a gengiva e sobre a coroa do dente. Com o tempo, se não for removida, torna-se amarelada ou acastanhada e começa a ter um cheiro desagradável.
Como livrar-se do tártaro nos dentes?

Como livrar-se do tártaro nos dentes?

Embora seja relativamente fácil de se livrar da placa, o tártaro só pode ser removido pelo dentista. Mas como em muitas áreas, é sensato conhecer o seu inimigo - neste caso, o tártaro! - a fim de o combater melhor. 

Saiba mais
Como se remove a placa bacteriana?

Como se remove a placa bacteriana?

A placa pode ser removida escovando os dentes duas vezes por dia, e utilizando colutório e escovilhões interdentários para remover quaisquer resíduos que possam ficar alojados entre os dentes. Saber mais sobre a composição da placa e como esta se forma ajudará a erradicá-la e evitará a formação do tártaro.

Saiba mais

Quais são as consequências do tártaro para a saúde oral?

Para além do aspeto estético - o tártaro torna os dentes amarelos e castanhos - e do aspeto social - é uma fonte de halitose, ou seja, mau hálito - o tártaro tem repercussões sobre a saúde dos dentes: 

  • A acumulação de tártaro causa inflamação das gengivas, que ficam vermelhas, inchadas e começam a sangrar à mínima escovagem. Estes são os primeiros sinais que devem fazer soar o alarme e levar a uma consulta no dentista para realizar a destartarização. Evitar escovar a zona do pescoço, onde a gengiva encontra a coroa do dente, pensando que o sangramento vai parar - isto é um erro. De facto, a menos que a causa seja uma escovagem traumática dos dentes, o sangramento das gengivas é quase sempre uma consequência da acumulação de tártaro.
  • O tártaro promove o desenvolvimento das cáries através do crescimento bacteriano.
  • As bactérias que se multiplicaram nas gengivas criam gengivite, que se desenvolve em periodontite se não for tratada. A periodontite pode levar à perda de dentes se não for tratada por um dentista.
Sabia que...

É um especialista em higiene oral?

Os alimentos pegajosos que causam resíduos duradouros dentro e entre os dentes são mais suscetíveis de promover a placa bacteriana, especialmente quando são ricos em açúcar, tais como biscoitos, doces, batatas fritas e snacks. Isto porque encorajam o crescimento das bactérias da placa.

Lembre-se de escovar os dentes depois de comer.

Não! Apenas um dentista pode remover depósitos de tártaro, que são placas solidificadas e mineralizadas. Para tal, pode utilizar ferramentas manuais ou um destartarizador ultrassónico.
Consulte o dentista duas vezes por ano, mesmo que os seus dentes estejam "limpos". O tártaro espreita frequentemente em cantos e recantos fora das áreas que se podem inspecionar em frente ao espelho.
De qualquer forma, recomenda-se a utilização de pastas de dentes adequadas.

Para ser eficaz sem danificar o esmalte ou ferir as gengivas, a cabeça da escova de dentes deve fazer um movimento circular em todos os lados dos dentes. Não hesite em escovar várias vezes no mesmo local e escovar os dentes superiores e inferiores separadamente. Além disso, a escova deve ser inclinada a 45° para as gengivas, com as extremidades das cerdas em direção às raízes dos dentes.
Finalmente, os dentes devem ser sempre escovados desde a gengiva até à ponta dos dentes ("do rosa até ao branco") para evitar que as cerdas atinjam a frágil borda da gengiva. Evitar absolutamente movimentos para cima e para baixo que danifiquem as gengivas e empurrem as bactérias para o espaço entre o dente e a gengiva.

A minha rotina antiplaca bacteriana

Para eliminar as bactérias que causam a placa bacteriana, o melhor é escolher as armas certas!

LA BROSSE A DENTS ADAPTEE
A minha rotina antiplaca bacteriana
ELGYDIUM

ELGYDIUM Antiplaca – escova de dentes

Acessório
Voltar ao topo