OC_AdobeStock_Woman_Sensitive Teeth
Conteúdos

Hipersensibilidade dentária

Os seus dentes são sensíveis ao calor/frio ou a certos alimentos? Descubra o que desencadeia este desconforto e como aliviá-lo.

Em linguagem comum, as pessoas referem-se à hipersensibilidade dentária ou sensibilidade dentária, mas os dentistas e os profissionais falam de hipersensibilidade dentinária. Estima-se que a sensibilidade dentária afeta cerca de 42% dos europeus - ou seja, mais de duas em cada cinco pessoas(1). As pessoas que sofrem de sensibilidade dentária descrevem-no como um dos mais dolorosos desconfortos recorrentes da esfera oral. Além disso, sentem que isso tem um impacto negativo significativo na sua qualidade de vida. Por exemplo, 28% dos jovens adultos europeus(1) que se queixam de dentes sensíveis consideram-no um grave problema de saúde. Descobrem que a hipersensibilidade dentinária obriga-os a mudar os seus hábitos e a sua dieta para evitar sofrer com isso. É, portanto, essencial saber reconhecer a hipersensibilidade dentinária e não a confundir com a dor associada ao aparecimento de uma cárie. Este diagnóstico precoce permite implementar medidas preventivas contra a sensibilidade dentária, mas também tratar o processo de cárie o mais cedo possível antes do seu desenvolvimento.

Como saber se tem dentes sensíveis?

Se sentir sensibilidade ou dor quando os dentes são expostos ao calor, frio, alimentos ou bebidas ácidas ou doces, é muito provável que sofra de hipersensibilidade dentinária. A sensibilidade súbita dos dentes também pode ocorrer quando escova os dentes, inclusive com uma escova de dentes de cerdas macias, mesmo tendo o cuidado de não magoar as gengivas.

A hipersensibilidade dentinária é mais frequentemente o resultado da recessão gengival (as gengivas 'recuam' abaixo do dente) ou do desgaste do esmalte dentário. Os dois fenómenos combinam-se frequentemente para tornar os dentes mais sensíveis. As causas da hipersensibilidade dentinária devido ao desgaste do esmalte podem ser resultado de três processos: erosão dentária, abrasão dentária ou dentina exposta na raiz. 

Quais são os fatores que agravam a hipersensibilidade dentinária?

A sensibilidade dentária aumenta devido a vários fatores, incluindo: 

  • escovagem incorreta dos dentes, por exemplo, horizontal em vez de vertical, demasiado insistente no pescoço do dente (a junção entre a gengiva e o dente), demasiado vigorosa, com uma escova com cerdas demasiado duras ou com uma pasta de dentes branqueadora demasiado abrasiva;
  • consumo excessivo de refrigerantes, que são simultaneamente ácidos e doces;
  • afrouxamento dos dentes causado por periodontite ou retração da gengiva relacionada com a idade;
  • bruxismo, ou seja, ranger involuntário e inconsciente ou cerramento dos dentes;
  • as fases iniciais de um processo de cárie;
  • consequência de cirurgia periodontal.

Fontes: 
(1) West NX, Sanz M, Lussi A, Bartlett, D, Bouchard P, Bourgeois D. Prevalence of dentine hypersensitivity and study of associated factors: A European population-base cross-sectional study. J Dent. 2013;41:841-51. 

Porque é que os meus dentes sentem sensibilidade?

Porque é que os meus dentes sentem sensibilidade?

A hipersensibilidade da dentina ocorre quando a dentina fica exposta. Neste ponto, os túbulos dentinários permitem uma troca entre o ambiente oral e a polpa, abrindo-se. Os odontoblastos que eles contêm, que têm origem na polpa e se estendem até à dentina, provocam sensibilidade dentária e até dor. Para descobrir as causas da hipersensibilidade dentária a fim de melhor a prevenir, leia o nosso artigo sobre este assunto.

Saiba mais
Aliviar a sensibilidade dentária

Aliviar a sensibilidade dentária

As pessoas que sofrem de hipersensibilidade dentinária descobrem que têm de mudar a sua dieta e hábitos (especialmente quando estão em ambientes frios) para aliviar o desconforto. Existem várias maneiras de aliviar a hipersensibilidade dentária e também de evitar que esta se agrave. Leia as nossas dicas para se ver livre de dentes sensíveis. 

Saiba mais

Tratamento da sensibilidade dentária

Os dentistas podem utilizar diferentes técnicas para prevenir o agravamento e tratar a hipersensibilidade da dentina: 

  • através da aplicação de agentes dessensibilizadores, com nitrato de potássio ou cloreto de potássio, que atuam sobre as sinapses nervosas e retardam a transmissão de impulsos dolorosos;
  • por "selagem" dos túbulos com a formação de uma camada que sela mecanicamente os túbulos dentinários, utilizando produtos contendo cloreto de estrôncio, oxalato de cálcio ou Fluorinol®;
  • criando um esmalte substituto com fosfossilicato de cálcio e sódio.
Sabia que...

É um especialista em higiene oral?

Absolutamente não, pelo contrário! A higiene oral perfeita reduzirá a hipersensibilidade da dentina e protegerá as gengivas e o esmalte. Ao remover a placa que poderia encolher as gengivas, e ao reforçar o esmalte com flúor, a escovagem e o colutório ajudam a proteger a dentina.

Certas substâncias presentes em géis para dentes sensíveis podem reduzir a transmissão de estímulos dolorosos, sem ser realmente um anestésico. Só o seu dentista pode fornecer um tratamento que proteja contra a sensibilidade. Isto implica remineralizar o dente com flúor, ou proteger a dentina exposta com verniz, compósitos ou procedimentos para que as gengivas voltem a cobrir o pescoço do dente. Mas também existem pastas de dentes para dentes sensíveis, tais como a pasta de utilização diária ELGYDIUM Dentes Sensíveis.

Voltar ao topo